BOAS VINDAS E EXPLICAÇÕES

TEMPORARIAMENTE FORA DO AR!!!!

Primeiramente....bem vindos ao blog , espero colaborar um pouquinho com a divulgação desse meio maravilhoso que é o dos musicais! As atualizações estão muito difíceis por causa da tremenda falta de tempo que eu tenho ultimamente, espero que logo mais eu possa me empenhar mais aqui no blog! Deixem seus comentários, eu faço de tudo para respondê-los mesmo que demore e os respondo nos próprios comentários!se tiver correções tbm mande...mas eu naum sei qdo vou poder corrigir!! Se você tiver novidades também me procure (POR FAVOR) porque assim fica mais fácil quando eu tiver tempo para vir por aqui!
Desde já agradeço a todos!

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2008

Brasileiro, profissão:Esperança




Autoria:Paulo Fontes


Direção:Bibi Ferreira


Elenco:

Sílvio Ferrari

Paulo Kumanga

Bibi Ferreira

3 comentários:

Akasha De Lioncourt disse...

Olá! Seu trabalho aqui é muito bom e eu sou fã de Paulo Gracindo e Clara Nunes. Brasileiro, Profissão: Esperança é um clássico e eu estou procurando os textos que ele recita durante o musical mas sem sucesso pois não sei os nomes dos poemas. Será que você poderia me ajudar? Ficarei extremamente grata!

Akasha

Teatro Musical no Brasil disse...

oi,
obrigada pelo elogio!!o trabalho eh bem legal e eu pude contar com bastante ajuda e com bastante material recolhido por pessoas que são realmente fãs do teatro musical!
infelizmente eu estou com muito pouco tempo(notável pela demora da resposta)poré,se eu conseguir o material eu posto, não prometo nada porque também não sei os nomes dos poemas...mas se encontrar algo eu aviso!!
beijocas

Cesar disse...

Brasileiro, profissão esperança, espetáculo musical de Paulo Pontes, foi encenado diversas vezes no Brasil. Originalmente Italo Rossi e Maria Bethania fizeram o papel de Antonio Maria e Dolores Duran. A montagem mais famosa, no entanto, foi da década de 1970, com Clara Nunes e Paulo Gracindo e direção de Bibi Ferreira, e que ficou meses no Canecão (RJ).
O poema que o Gracindo interpreta magistralmente no final da peça é "CÂNTICO NEGRO" do poeta modernista português José Régio.
Ai abaixo um link.
http://www.astormentas.com/regio.htm
Abraços.